Influência do ritmo Alfa (8-12Hz) no tempo de reação em uma tarefa de controle inibitório

Hiago Murilo Melo, Lucas Martins Nascimento, Victoria Oldemburgo Mello, Emílio Takase

Resumen


A habilidade de controle inibitório é comumente mensurada no processo de avaliação neuropsicológica devido à sua sensibilidade para discriminar diversos diagnósticos. O eletroencefalograma (EEG) permite a análise dos micro processos cognitivos necessários para realizar o controle inibitório de maneira sequencial por sua alta resolução temporal. Os índices EEG têm um papel complementar no processo de avaliação neuropsicológica, fornecendo evidências fisiológicas para suportar a avaliação de desempenho cognitivo, mas o estabelecimento de relações entre essas variáveis torna-se um desafio para neuropsicólogos devido à falta de evidências experimentais com paradigmas comumente utilizados no contexto clínico. O objetivo deste estudo é investigar a relação entre ritmo alfa e velocidade de processamento cognitivo na avaliação de controle inibitório. Dezenove participantes tiveram seu EEG (19 canais) mensurado em repouso e durante a realização do paradigma Go/NoGo. Foram realizadas correlações entre o ritmo alfa (frequência de pico alfa individual e amplitude absoluta) e indicadores de desempenho da tarefa Go/NoGo (tempo de reação e número de erros). Encontraram-se correlações negativas moderadas entre a frequência dominante alfa em repouso e o tempo de reação e correlações positivas moderadas entre amplitude absoluta alfa durante a tarefa e o tempo de reação. Estes resultados sugerem que a faixa de frequência alfa possui relação com o desempenho cognitivo na tarefa de controle inibitório, com ênfase na velocidade de processamento de estímulos. Sendo assim, este trabalho fomenta a utilização do EEG como ferramenta complementar no processo de avaliação neuropsicológica por ser uma tecnologia de mapeamento cerebral com baixo custo para o contexto socioeconômico latino-americano que colabora na compreensão de fatores fisiológicos relacionados ao diagnóstico que fornece insights sobre a etiologia do prejuízo cognitivo observado.
Palavras-chave: Eletroencefalograma, Ondas Alfa, Tempo de Reação, Controle Inibitório.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com