Estratégias de evocação tardia na Figura Complexa de Rey por crianças

Eduarda Peçanha, Helenice Charchat Fichman, Rosinda Oliveira, Helenice Charchat Fichman, Rosinda Oliveira, Jane Correa

Resumen


A Figura Complexa de Rey (ROCF) consiste na cópia e evocação de uma figura complexa. O teste mede as habilidades de visuoconstrução, funções executivas e memória episódica. O sistema utilizado pelo manual brasileiro para classificação das estratégias é o sistema de Osterrieth, com normas apenas para as estratégias de crianças na fase de cópia da ROCF. O presente estudo objetivou, então, descrever estratégias de crianças, de 7 a 13 anos, na evocação tardia da ROCF e identificar métodos diferentes de realização da evocação nas estratégias do sistema de Osterrieth. A estratégia tipo V predominou entre as crianças de 7 e 8 anos, enquanto as estratégias III e IV predominaram entre as crianças de 9 e 13 anos. Foram identificados diversos métodos com diferentes graus de elaboração nas estratégias I, II e III e IV. A distribuição das subcategorias da estratégia IV revelou que o subtipo Contorno Geral Incompleto foi o mais frequente em todos os grupos de idade. Os resultados se mostraram compatíveis com a literatura de desenvolvimento da função executiva de planejamento e da memória episódica de longo prazo.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com